Pissarro : pilar do impressionismo


A natureza é tema da exposição de Pissarro no Museu do Luxemburgo

Exposição “Pissarro à Éragny : La nature retrouvée” (Pissaro em Éragny : reencontro com a natureza)

Até 9 de julho de 2017, no Museu do Luxemburgo.

Neste último domingo, quem me acompanhou pelo Stories do Instagram @beminparis pôde ver parte da exposição Pissarro no Museu do Luxemburgo e de quebra, fazer um passeio guiado comigo entre o Jardim de Luxemburgo e Odeon, onde mostrei dois dos meus cafés/restaurantes preferidos  no Carrefour de l’Odeon : o Hibou, mais moderninho e o Les Editeurs, tradicional.

Camille Pissarro é uma das maiores figuras da pintura impressionista, por sinal,  amigo prόximo de Claude Monet. Antes de chegar na França, em 1855, Pissarro viveu na Antilhas, na Ilha de São Tomas, na época, sob domίnio dinamarquês e com a ajuda do amigo Monet, se instala em Éragny, a uma hora de Paris.

Na França, o artista se apaixona rapidamente pela pintura ao ar livre e se inspira das obras de Corot ou Daubigny. Muito engajado no grupo dos impressionistas, ele será o único a participar das várias exposições do movimento impressionista.

Esta é a primeira exposição monográfica de Camille Pissarro organizada em Paris depois de quarenta anos. A exposição reune uma centena de quadros, desenhos e gravuras, espetaculares e desconhecidos do grande público, pertencentes a colecionadores privados do mundo inteiro. O acervo ilustra o perίodo menos estudado da obra de Pissarro.

A exposição no Luxemburgo se concentra sobre obras realizadas durante os últimos vinte anos de vida do artista em Éragny, nas quais Pissarro retrata a vida e o trabalho no campo, paisagens campestres, fazendas, pomares, pastos e cenas da vida em famίlia.  O vilarejo de Éragny à noroeste de Paris é banhado pelo rio Epte, afluente do rio Sena, o mesmo rio que irriga os jardins de Monet, em Giverny. A exposição é sublime ! Gostei tanto que fiz o circuito da visita duas vezes, um verdadeiro deleite para o olhos e o coração. Imperdίvel para apreciadores da pintura impressionista.

A pintura de Pissarro retrata o trabalho feminino na fazenda

A vida no campo nos arredores de Paris foi retratada por Pissarro

A pintura de Pissarro retrata a vida de trabalho no campo

Primeiro museu francês aberto ao público, o Museu do Luxemburgo foi inaugurado em 1750. Admistrado pelo Senado, que também fica no Jardim de Luxemburgo, o museu é aberto unicamente para exposições temporárias.

Vejam as cores do Jardim de Luxemburgo na primavera.

A beleza do Jardim de Luxemburgo na Primavera

A sede do Senado francês que fica no Jardim de Luxemburgo em Paris

Concertos ao ar livre acontecem no Jardim de Luxemburgo em Paris

A temporada de música clássica no Luxemburgo começa na primavera e vai até o verão

Além do interesse histόrico e paisagίstico, o jardim do Luxemburgo é um lugar ideal de passeio com crianças.

O pintor Camille Pissarro era um grande amigo de Monet

Camille Pissarro (1830 – 1903)

Pissarro é também celebrado no Museu Marmottan-Monet, até o dia 02 e julho de 2017, na exposição Camille Pissarro, Les premier des impressionistes, que retraça a carreira do artista através de obras excepcionais do artista. Tem um post sobre o Musée Marmottan-Monet nesse link.

Minha relação com a França começou com a descoberta da pintura impressionista. Conto para vocês neste post sobre o Museu d’Orsay.

Voilà! espero que estejam curtindo nossos passeios on-line. J’adooore!

 

COMPARTILHAR

POSTS RELACIONADOS

Exposição Universal Paris
Art Nouveau: Alphonse Mucha no Museu do Luxemburgo

O segundo semestre em Paris é quando as grandes exposições temporárias são lançadas e para mim, como Guia Conferencista, representa sempre uma oportunidade de conhecer melhor a obra de determinado artista através de obras excepcionais emprestadas de coleções privadas, como a exposição sobre o perίodo azul e rosa de Picasso que reune obras do artista…

LER MAIS
Exposiçao pintura pastel no Louvre
Louvre: a arte da pintura em pastel

O museu do Louvre reune pela primeira vez,  uma das mais excepcionais coleções de pastéis européus dos séculos XVII e XVIII. A coleção apresenta 120 pastéis, dentre eles, algumas obras-primas, como o Retrato da marquesa de Pompadour, pelo artista Maurice Quentin de La Tour.  A técnica da pintura em pastel, é utilizada desde o final…

LER MAIS
Museu des Arts Forains : mundo encantado para crianças

O Museu des Arts Forains é um dos menos conhecidos em Paris e um dos mais curiosos ! Um museu não sό para crianças, mas para todas as idades, um verdadeiro sonho encantado que nos transporta no tempo. Os Pavilhões de Bercy ficam no sudeste de Paris, numa região ainda pouco explorada pelo turista estrangeiro. Construίdos…

LER MAIS
Cinemateca-francesa-expo
Noite Europeia dos Museus na Cinemateca francesa

A Noite europeia dos museus « Nuit Européenne des musées » é um evento anual que  acontece em várias partes da Europa. Na França é organizada pelo Ministério da Cultura e da Comunicação. Trinta paίses aderiram a essa virada cultural que já está na sua 13a edição e teve a participação de 3000 museus no ano passado….

LER MAIS

COMENTÁRIOS

instagram | @beminparis