Palácio Imperial de Malmaison: na intimidade de Josefina


Josefina Bonaparte : um destino excepcional

Aos 26 anos, o jovem Bonaparte, apaixonado, casa-se com Josefina proporcionando-lhe uma ascenção vertiginosa : esposa de um jovem general em 1796,  Primeiro Consul depois do golpe de Estado de 1799, Josefina torna-se a primeira Imperatriz dos Franceses, coroada pelo próprio Napoleão, na Catedral Notre-Dame de Paris, em 2 dezembro de 1804. Viúva do primeiro marido e mãe de um casal de filhos, impossibilitada de dar um herdeiro a Napoleão, recebeu de sua parte, um pedido de divórcio em novembro de 1809.

A Imperatriz Josefina Bonparte

Divorciada, Josefina retirou-se em Malmaison, nos arredores de Paris, palácio adquirido por ela com fundos deixados por Bonaparte antes de sua partida para a batalha do Egito.

Palacio Imperial de Malmaison

Gosto pelo luxo e pelas artes

Além dos presentes que recebeu do Papa e de outras personalidades ilustres, Josefina constituiu em Malmaison, uma coleção de obras de arte das mais variadas: pinturas antigas e modernas, esculturas, antiguidades e mobiliário realizado pelos melhores artesãos da época.

Imperatriz Josefina

Mobiliario Josefina

Uma mulher a frente de seu tempo

De sua origem crioula ao seu casamento com Napoleão Bonaparte, de sua posição de soberana à sua vida pós-divórcio, Josefina desempenhou um papel importante na criação do estilo da época consular e imperial. Moderna, era apaixonada por jardins, viagens, pela música e deixou sua marca nas artes decorativas com luxuosos móveis e objetos e, na moda, pela elegância e riqueza de seus vestidos e joias.

Joias da Imperatriz Josefina

O Palácio imperial de Malmaison e o fascinante universo de Josefina

Nos arredores de Paris, é possίvel fazer uma viagem no tempo pelo fascinante universo de Josefina, visitando o Palácio Imperial de Malmaison, localizado na comuna de Rueil-Malmaison, a oeste de Paris, onde você poderá, em especial, descobrir os suntuosos aposentos da Imperatriz Joséphine de Beauharnais, que conservam seu leito original, ou ainda, os aposentos do Imperador e também a impressionante baixela em porcelana de Sèvres, usada em grandes recepções. Depois do divórcio do casal, em 1809, o Imperador legou a Joséphine, tanto a propriedade, como suas coleções de arte. Joséphine continuou a receber hóspedes importantes, até a sua morte, aos 50 anos, em maio de 1814, em Malmaison.

aposentos de Josefina Bonaparte

Na visita guiada ao Palácio de Malmaison, abordamos a vida do casal imperial, as coleções do museu e o estilo imperial no mobiliário e artes decorativas.

Conheçam detalhes da Catedral Notre-Dame, onde o casal imperial foi coroado, em 1804. Nesse link.

COMPARTILHAR

POSTS RELACIONADOS

Poltrona listrada Pio Conti
Gio Ponti, arquiteto da elegância

O Museu das Artes Decorativas de Paris apresenta em sua nave central, a exposição Tutto Ponti, Gio Ponti archi-designer cobrindo o conjunto da carreira do arquiteto e designer italiano Gio Ponti, de 1921 a 1978. Considerado como um dos profissionais mais influentes do século XX, Ponti (1891-1979) interessa-se tanto pela produção industrial quanto pela produção…

LER MAIS
A alegre pintura de Renoir nos bailes de Montmartre
O impressionismo e a moda

Na época dos impressionistas, as roupas da moda eram vendidas a preços mόdicos. Homens e mulheres que apreciavam seguir a moda, encontravam ilustrações de modelos em jornais especializados que divulgavam as mais célebres criações das maisons de couture, modistas, alfaiates e lojas que propunham elementos necessários à composição de trajes eegantes, vestidos e chapéus. Nos…

LER MAIS
Pablo Picasso celebrado em Paris
2018: Picasso celebrado em Paris

Nascido em Málaga em 1881, Picasso viveu e iniciou seu aprendizado na pintura, na Espanha, onde assimilou a arte dos grandes mestres espanhóis do século XVII, o Século de ouro da pintura (Vélasquez, Murillo), antes de partir para Barcelona e de se instalar finalmente, em Paris, onde produziu grande parte de suas obras. Picasso chega…

LER MAIS
Tenda da instalação Napoleão na Bienal Paris
Bienal Paris no Grand Palais

A Bienal Paris é um dos eventos culturais mais prestigiados da capital francesa. Durante uma semana, a Bienal reune sob a histόrica cúpula do Grand Palais, cerca de sessenta galeristas franceses e estrangeiros. Comparada a um museu efêmero, a Bienal é um salão histόrico e patrimonial, reunindo coleções excepcionais de quadros, esculturas, mόveis e objetos…

LER MAIS

COMENTÁRIOS

instagram | @beminparis