Museu d’Orsay comemora 30 anos


Para celebrar os 30 anos do Museu d’Orsay  neste outono de 2016, o Segundo Império de Napoleão III é destaque no museu, através da exposição « Spectaculaire Seconde Empire, 1852-1870 ». A audaciosa transformação urbana da capital francesa engajada por Napoleão III e dirigida pelo barão Haussmann impulsiona a ascenção da burguesia e transforma Paris em palco de grandiosas festas e espetáculos. O circuito da exposição é temático estruturado em torno de pinturas, esculturas, fotografias, desenhos, objetos de arte e joias que retratam essa época de abundância e contradições. A exposição vai até 15 de janeiro de 2017.

coroa-josefina

Tiara da Imperatriz Eugênia, esposa do Imperador Napoleão III (ouro, diamantes e pérolas) 1853

Museu dos Impressionistas

O Museu d’Orsay está instalado na margem esquerda do rio Sena. Dedicado a criação artίstica de 1848 à 1914, o Orsay conserva ricas coleções nos domίnios da escultura, fotografia e artes decorativas. A grande atração do Orsay é a pintura impressionista representada por obras-primas mundialmente conhecidas de grandes artistas da segunda metade do século XIX e inίcio do século XX  : Courbet, Manet, Millet, Claude Monet, Van Gogh, Cézanne, Gauguin, entre outros.

orsay-monet

Papoulas, Claude Monet, 1873

orsay-bailarinas

Bailarinas de azul, Edgard Degas, 1890

caillebotte-orsay

Os raspadores de assoalho, de Caillebotte, um dos impressionistas que muito retratou a transformação urbana de Paris em meados do século XIX

De Estação ferroviária a Museu

Além de suas valiosas coleções, entender a arquitetura do museu é de extrema importância. Sobre as ruίnas do antigo Palais d’Orsay, sede do Tribunal de Contas incendiada durante a Comuna de 1871, foi construίda uma estação ferroviária, projetada pelo arquiteto Victor Laloux no estilo eclético da época, que mistura influências clássicas e elementos triunfalistas. Inaugurada por ocasião da Exposição Universal de 1900, a nova estação de trem funcionará durante trinta e nove anos apenas, pois apesar de receber uma movimentação considerável de viajantes, suas instalações se tornam rapidamente obsoletas.

Em 1973, começa o processo de transformação da gare para museu, prevendo a demolição da construção antiga resguardada devido sua inscrição no inventário dos monumentos histόricos. Respeitando sua arquitetura original, o edifίcio é reestruturado por três grandes arquitetos da época e passa a abrigar o Museu d’Orsay, inaugurado em 1986.

Ala central das esculturas

Na ala central do Orsay o visitante é acolhido por esculturas em mármore e bronze realizadas entre 1840 e 1875.

orsay-escultura

A Dança, escândalo no século XIX

Dentre as mais célebres está o conjunto escultural intitulado A Dança, realizado para a fachada da Ópera Garnier, pelo escultor Jean-Baptiste Carpeaux, no qual, da esquerda para a direita, estão representadas cinco figuras femininas dançando em torno de um jovem músico.

a-danca-carpeaux

Esculpida entre 1865 e 1869, “A Dança” provocou um verdadeiro escândalo na sociedade quando apresentada, em 1869. Embora gracioso, esse cortejo báquico chocou pela explίcita nudez de seus personagens.

O objetivo da visita ao Museu d’Orsay : entender o Impressionismo

Desde 1860, um grupo de artistas se reune pela busca de uma pintura naturalista e anti-acadêmica, a começar por Monet, Pissarro, Cézanne e Renoir. O foco da visita guiada da @beminparis no Museu d’Orsay é esclarecer ao visitante através de obras-primas de grandes mestres, a transição da pintura acadêmica para a pintura impressionista, que se desenvolve na França entre 1874 e 1880.

cezanne

Paul Cézanne, Maçãs e laranjas, por volta de 1899

 

Minha descoberta da França através do Impressionismo

Sempre tive uma relação de amor intensa com o Museu d’Orsay, pois meu primeiro contato com a pintura francesa foi através do Impressionismo, mais precisamente com a pintura de Renoir. A primeira vez que vi o quadro de Renoir, « Baile do Moulin da Galette » (Bal au Moulin de la Galette), por volta dos meus 16 anos, tive a imediata sensação de um despertar. Despertar para o novo, para a vida, para um mundo de possibilidades através da cultura ! Foi mesmo como uma luz, um raio de sol que entrou em minha vida !  Desde então, comecei a aprender francês e a me interessar por tudo que envolve a cultura e o patrimônio da França e aqui estou, há 15 anos em Paris!

renoir

“Baile no Moinho da Galette”, Auguste-Renoir, 1876

Quem segue o Snapchat @beminparis  pôde acompanhar o meu #momentogloriamaria  « real », quando eu tive a imensa alegria de me encontrar com a réporter Glόria Maria, por quem sempre tive grande admiração. Para coroar e completar meu sonho, tive o prazer de guiar a Glόria Maria e suas duas filhas no Museu d’Orsay. Aliás, as crianças adoram visitar o Orsay !  Emoção e realização traduzem um dos meus mais importantes momentos de 2016 !  Definitivamente, o Impressionismo entrou na minha vida para me trazer sό felicidade ! Obrigada a vocês, mais uma vez, pela torcida.

 


Pausa gourmet no Café Campana

Nada como terminar uma visita cultural com uma pausa gourmet ou gastronômica! O Orsay inaugurou em 2011, o Café Campana, restaurante decorado pelos designers brasileiros « Irmãos Campana » (Humberto e Fernando Campana) Eh, oui !!!. O Café Campana funciona como Brasserie e serve durante o horário de funcionamento do museu pratos simples, leves, acompanhados de uma carta de pâtissseries de grife.

campana

O Café Campana fica no 5° andar no Museu d’Orsay na saida do circuito da pintura Impressionista

 

E você, tem alguma estória marcante ou curiosidade para compartilhar aqui relacionada a uma obra de arte ?

 

E mais!

Começa na França o horário de verão – Leia aqui

 

COMPARTILHAR

POSTS RELACIONADOS

Jardins de Monet
Casa e Jardins de Monet em Giverny – temporada 2019

Uma das perguntas mais frequentes que recebo nas redes sociais da @beminparis é sobre o perίodo de visitação anual dos Jardins de Monet. Todo ano, a casa e os jardins de Monet, em Giverny, fecham durante o inverno e reabrem na primavera, isso porque as flores não resistem ao frio. Giverny fica a uma hora…

LER MAIS
A alegre pintura de Renoir nos bailes de Montmartre
O impressionismo e a moda

Na época dos impressionistas, as roupas da moda eram vendidas a preços mόdicos. Homens e mulheres que apreciavam seguir a moda, encontravam ilustrações de modelos em jornais especializados que divulgavam as mais célebres criações das maisons de couture, modistas, alfaiates e lojas que propunham elementos necessários à composição de trajes elegantes, vestidos e chapéus. Nos…

LER MAIS
Jardins de Monet
Casa e Jardins de Monet em Giverny : temporada 2018

Quando reabrem os Jardins de Monet em Giverny ? é uma das perguntas que mais tenho recebido no Instagram @beminparis. Mesmo tendo se encantado com Paris coberta de neve, quem visitou Paris nesse inverno estranhou o frio rigoroso e o vento gelado. Felizmente, as temperaturas já estão mais amenas e os dias iluminados e todos já…

LER MAIS
Corra para visitar o Museu Carnavalet

O Museu Carnavalet é um daqueles museus que não podem ficar de fora do roteiro de apaixonados por mobiliário de época. O Carnavalet é um museu municipal, cuja visita da coleção permanente é gratuita, sendo cobrada a entrada, apenas para exposições temporárias. O Carnavalet é dedicado a história de Paris, desde suas origens até os…

LER MAIS

COMENTÁRIOS

instagram | @beminparis

This error message is only visible to WordPress admins

Error: No connected account.

Please go to the Instagram Feed settings page to connect an account.