Museu Marie Curie: histόria e memόria cientίfica


Em novembro de 1891, Maria Sklodowska deixa a Polônia natal como governanta para realizar o sonho de estudar na Sorbonne, em Paris, longe de imaginar o importante legado que deixaria para o mundo, como Marie Curie.

Aos 24 anos, a brilhante estudante ingressa na Sorbonne para seguir seus estudos em Fίsica e Matemática. Em 1894, ela já se destaca como a melhor do ano na Sorbonne. Um ano mais tarde Maria Sklodowska casa-se com o francês Pierre Curie, outro apaixonado por ciências. O casal se une por um sό objetivo, o de se dedicar exaustivamente à pesquisa cientίfica.

Primeira mulher doutora em ciências, em 1894, Marie Curie conquistou em 1903, o prêmio Nobel feminino de Fίsica, ao lado de seu marido e de Henri Becquerel. A cientista recebe o prêmio Nobel por duas vezes, pois em 1911, receberá  igualmente, o prêmio Nobel de Quίmica – primeira mulher a lecionar na Sorbonne, em 1906, primeira mulher a integrar a Academia nacional de medicina, em 1922, na época, a única mulher exumada no Panteão de Paris, por seus méritos, em 1995. A cientista Marie Curie foi uma mulher pioneira.

Primeira mulher doutora em ciências e primeiro prêmio Nobel feminino.

Pierre e Marie Curie a serviço da ciência

Em 1898, o casal descobre três elementos quίmicos fundamentais: o rádio, o polonio e o tório – e conseguiu desenvolver técnicas essenciais para isolar isótopos radioativos. Dessa descoberta nasce a teoria da relatividade, que leva aos processos de radioterapia e radiografia, essenciais para o tratamento de muitos doentes oncológicos.

Marie Curie perdera seu grande companheiro na vida e na carreira cientίfica, em 1906, quando Pierre Curie morre de um trágico atropelamento no coração de Paris. Mãe de duas filhas, Marie Curie continua trabalhando incansavelmente em prol da ciência e assume sua batalha contra o câncer, dirigindo uma equipe de fίsicos e quίmicos, no comando do Instituto do radium, que une pesquisa cientίfica e tratamento.

Por ironia do destino, a cientista acabou por morrer de leucemia devido à constante exposição à radioatividade: em grande parte durante a preparação de medicamentos para tratar militares feridos e a montagem de unidades móveis de raio-x, ao longo da Primeira Guerra Mundial.

Marie Curie morre aos 66 anos, em 4 de julho de 1934, depois de vinte anos dedicados a seu laboratόrio.

Um museu para a ciência

O Museu Curie fica no antigo local onde funcionou o Instituto do radium, perto do Panteão de Paris. O museu dispõe de inúmeros arquivos manuscritos, fotografias e vίdeos retratando o trabalho da célebre cientista, primeira diretora do loboratόrio. No museu também foram conservados o gabinete e o laboratόrio pessoal de quίmica de Marie Curie, reconstituίdos como na época. Uma visita gratuita e emocionante nos passos dessa grande mulher dona de dois prêmios Nobel.

Marie Curie cientista Nobel

Museu cientifico em Paris

O laboratorio de Marie Curie em Paris

Musée Marie Curie

1, rue Pierre-et-Marie-Curie 75005 Paris

Cultura & Boa Mesa estão no centro da nossa proposta de passeios. Confira nesse link alguns dos restaurantes selecionados por nossa equipe.

COMPARTILHAR

POSTS RELACIONADOS

Sugimentp da arquitetura classica francesa em Cheverny
Castelo de Cheverny no Vale do Loire: famoso castelo do Tintin

Vocês estão sempre me perguntando sobre passeios perto de Paris. Uma das regiões mais prόximas da capital francesa é a região do Vale do Loire (a cerca de 2h20 de carro) famosa pela presença de seus inúmeros e majestosos castelos. A região do Vale do Loire é também conhecida por ser uma região vitivinícola e…

LER MAIS
rue du Cherche Midi
Rue du Cherche-Midi : uma rua, meus endereços

Finalmente, tirei do papel a ideia do post « uma rua, meus endereços » De forma exaustiva não dá para citar todos os endereços bacanas da rua escolhida, pois são numerosos, mas quero com essa ideia falar de alguns dos preferidos. Nesse post de estréia, vou falar da rue du Cherche-Midi, uma rua das mais charmosas de…

LER MAIS
Autenticidade e boa mesa em Montmartre

Montmartre fica ao norte de Paris é um dos bairros que mais encanta parisienses e turistas pela atmosfera de vilarejo. Muito apreciado por Picasso, Salvador Dalí, Monet, Pissaro e Toulouse-Lautrec e tantos outros artistas, Montmartre inspirou pintores com suas ruelas e moinhos, dentre eles, o antigo « Moulin de la Galette », imortalizado na pintura de Renoir….

LER MAIS
“Impressionante” Normandia

Recentemente mostrei no Snapchat #beminparis um dia de passeio em Honfleur,  um de nossos destinos de 1 dia na Normandia. Honfleur é uma das cidades mais charmosas da Normandia, onde encontramos numerosas galerias de arte e ateliês de artistas, em grande parte, influenciados pelos impressionistas. Os artistas impressionistas tiveram uma relação intensa de amor  com…

LER MAIS

COMENTÁRIOS

instagram | @beminparis