Autenticidade e boa mesa em Montmartre


Montmartre fica ao norte de Paris é um dos bairros que mais encanta parisienses e turistas pela atmosfera de vilarejo. Muito apreciado por Picasso, Salvador Dalí, Monet, Pissaro e Toulouse-Lautrec e tantos outros artistas, Montmartre inspirou pintores com suas ruelas e moinhos, dentre eles, o antigo « Moulin de la Galette », imortalizado na pintura de Renoir. A principal atração de Montmartre é a visita da imponente Basílica do Sacré Cœur.  A arte está presente em toda parte em Montmarte, em especial, nas proximidades da Place de Tertre, onde artistas profissionais (e amadores!) realizam pinturas e caricaturas.  Montmartre oferece uma vista deslumbrante de Paris, a 130 metros de altura, um dos pontos mais altos da cidade, de onde, em dias claros, é possível avistar até a Torre Eiffel.

 

Montmartre-Moulin-de-la-Galette

O “Moulin de la Galette”, imortalizado na pintura de Renoir

 

Montmartre-rua-detras-Sacre-Coeur

 

Montmartre-PlaceTertre-artistas

Place de Tertre, a famosa praça dos artistas. Ao fundo, as cúpulas da Basílica do Sacre Coeur

Montmartre-ruas

 

Montmartre-vistaTorre-Eiffel

A Torre Eiffel vista de Montmartre

 

Para a descoberta de toda a riqueza artística e histórica dessa charmosa região de Paris, propomos passeio guiado em Montmartre e, um dos restaurantes selecionados para nossos roteiros é o Le Coq Rico.

 

Coq-Rico

 

A especialidade do restaurante são as aves, patos, pombos, galinhas d’angola, bem servidos, acompanhados de fritas (maison!), batatas gratinadas ou saladas (fresquinhas).

No Le Coq Rico é servido o famoso “poulet de Bresse”, o frango de Bresse. Fixada no século 17,  essa ave de raça gaulesa criada sob normas rigorosas carrega desde 1957, o selo de Appellation d’Origine Contrôlée (apelação de origem controlada) e é considerada a “rainha das galinhas”, a “galinha dos reis”.

Um dos meus pratos preferidos do cardápio é a Poule au pot (galinha de panela), reza a lenda, o prato favorito do rei Henrique IV.  Outra opção interessante é o frango inteiro assado para a mesa, servido com acompanhamentos variados. A carta de vinhos é sensacional.

O Chef Antoine Westermann, por sinal, muito simpático, está sempre por lá.

 

Coq-Rico-prato

 

Le Coq Rico – 98, rue Lepic  – Paris 75018 – Metrô :  Blanche, Abbesses
Aberto todos os dias para almoço e jantar

Reserva recomendada pelo telefone : 01.42.59.82.89

COMPARTILHAR

POSTS RELACIONADOS

Balenciaga : exposição de moda no Museu Bourdelle

O Museu Bourdelle Escultor francês, Antoine Bourdelle (1861-1929) instalou seu atelier e residência numa rua tranquila do bairro de Montparnasse, a partir de 1885, lugar de moradia de predileção de artistas da época. Colaborador de Rodin, Bourdelle conduziu sua carreira inspirado no grande mestre da escultura e como Rodin, também quis transformar seu atelier em…

LER MAIS
Pissarro : pilar do impressionismo

Exposição “Pissarro à Éragny : La nature retrouvée” (Pissaro em Éragny : reencontro com a natureza) Até 9 de julho de 2017, no Museu do Luxemburgo. Neste último domingo, quem me acompanhou pelo Stories do Instagram @beminparis pôde ver parte da exposição Pissarro no Museu do Luxemburgo e de quebra, fazer um passeio guiado comigo entre o…

LER MAIS
Veneza festejada no Museu Cognacq-Jay

Ate 25 de junho de 2017, o museu Cognacq-Jay, no Marais, apresenta uma exposição sobre as festas venezianas. Paradoxalmente, mesmo diante do enfraquecimento de seu poder polίtico, econômico e territorial desde a Renascença, Veneza conhece uma riquίssima fase cultural no século XVIII. A Cidade dos Doges, como para exorcisar seu declίnio que culminou com a…

LER MAIS
Festas e Divertimentos na Corte de Versalhes

Luίs XIV compreende desde cedo o papel polίtico e social dos divertimentos que contribuem para o esplendor da monarquia. O « Rei Sol » promove grandes festas e eventos memoráveis durante todo seu reinado, atribuindo grande importância a esses eventos considerados por ele, parte da arte de governar. O desafio dos cortesãos por outro lado, era o…

LER MAIS

COMENTÁRIOS

instagram | @beminparis