Marc Chagall : vitrais da Catedral de Reims


A vida de Marc Chagall é indissociável de sua passagem na região Champanhe-Ardennes, onde o artista bielorusso deixa sua marca na impressionante Catedral Notre-Dame de Reims.

Chagall vai impregnar-se da atmosfera da Catedral de Reims e de seus vitrais medievais e realizar juntamente com o Atelier Simon-Marq, um conjunto de três vitrais que cobrem uma superfίcie de 75 m², com 10 metros de altura.

Vitrais de Chagall

A janela central evoca a histόria de Abrãao e os últimos instantes da vida de Cristo na terra (Paixão e Ressurreição), ou seja, os fundamentos do Antigo e Novo Testamento, o sacrifίcio de Abrãao anunciando o sacrίficio do prόprio Cristo. A rosacea representa o Espίrito Santo. Os vitrais também simbolizam a Árvore de Jessé e um certo número de profetas anunciando a vinda do Messias.

Chagall : gênio da arte contemporânea

Nesse trabalho, Marc Chagall consegue conjugar a modernidade do desenho e da composição às tonalidades dos vitrais medievais, dos quais ele extrai os antigos azuis para conservar a harmonia das cores. Inaugurados em 1974, os vitrais de Chagall na Catedral gόtica de Reims são de uma beleza hipnotizante e inspiradora.

Consagrada a Virgem Maria, a Catedral de Reims teve sua construção terminada no século XIV e representa uma das maiores realizacões da arte gόtica na França, tanto por sua arquitetura quanto pelo seu estatuário, com 2.303 estátuas ! A Catedral de Reims foi palco para a coroação de trinta e três reis da França e desde 1994, está inscrita no patrimônio mundial da UNESCO.

Catedral de Reims

Catedral de Reims Champanhe

Arquitetura Catedral de Reims

Maquete Catedral de Reims

Maquete da Catedral Notre Dame de Reims

 

Conheça toda a riqueza patrimonial da Catedral de Reims, durante um passeio na região Champanhe.

Quem foi a viúva que transformou a maison Veuve-Clicquot. Perfil.

Saiba como funciona a visita das histόricas caves da Moët & Chandon. Aqui.

 

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS

instagram | @beminparis