Mala de inverno com o Passaporte Fashionista


Os recentes invernos na França têm sido muito frios, com perίodos de nevasca. Quando menos esperamos Paris se transforma praticamente numa estação de esqui. A cidade fica um sonho, mas nada prática para quem fez a mala de inverno errada. Pensando nisso, convidei a Andrea Furco, que entende de moda e tendências para trazer para vocês dicas de como montar a mala de inverno para se manter aquecida e elegante.

A Andrea Furco organiza cursos de moda e estilo em Paris e está à frente do Passaporte Fashionista.

Andrea Furco FHits Paris

Vamos lá ! segue o texto da Andrea Furco na ίntegra.

Acertar nas proporções, nos acessórios e não sair de casa passando frio ou calor, ou se sentir pesada e desconfortável chega a ser complicado até mesmo para quem mora no Hemisfério Norte. Se é difícil se vestir no inverno, fazer uma mala para viver por alguns dias esta estação parece missão impossível, principalmente quando nos deparamos com  o tamanho da mala e o novo limite de peso das companhias aéreas. Mas existem alguns truques que podem facilitar a nossa vida e este ano as tendências vão colaborar muito para isto. Vamos saber o porquê.

A medicina diz que temos que aquecer nossas extremidades para mantermos a temperatura do corpo estável, ou seja, gorro ou chapéu, luvas e meias são essenciais. Neste inverno uma forte tendência é valorizar a cabeça, o que está na moda? boinas, gorros, chapéus e peças de roupa com capuz que nos protegem tanto do frio quanto da chuva.

Quando escolher sua luva preste muita atenção no tamanho. Não é à toa que existe a expressão: “Vestiu como uma luva ». A luva deve encaixar na mão e deixar os movimentos livres, quando experimentar, feche e abra as mãos para testar os movimentos. A luva de couro é mais quentinha e se forrada de um material térmico, como lã, flanela, pele ou cashemire, melhor ainda. Cashemire é a lã mais nobre da cabra, esquenta muito e ele é bem fininha, independente da tendência, vale a pena investir num bom cashmire.

Cachecol é imprescíndivel ! aqui usamos cachecol até no verão, seja para o vento do final do dia na praia ou para andar de moto. Então, não se preocupe, é normal e essencial proteger o  pescoço, pode se enrolar nos cachecóis. Aqui usamos cachecóis enormes que mais parecem mini cobertores. Ninguém tem medo de colocar bastante volume e camadas nesta região. Eu acho um charme.

Traga uma bota baixa para andar durante o dia e uma de salto para sair à noite. Não traga sandálias, sapatos abertos, tênis e escarpins, você não vai usar.

Botas de inverno

Mesmo que no interior dos hotéis e restaurantes sejam aquecidos, o máximo que dá para tirar é o casaco e os acessórios: luvas, gorro, echarpe ou cachecol. Mas os braços, pernas e pés devem estar cobertos.

Na hora de escolher as botas, lembre-se que elas devem ser sem salto, ser de couro (não de camurça por que este material não pode ser molhado)  e o solado deve ser de borracha, e quanto mais grosso melhor, que além de isolar seus pés do chão frio, te protege de escorregar e cair. No inverno chove muito e pode até nevar.

A moda agora é se vestir em camadas, várias sobreposições de roupas e um maxi casaco para completar tudo.

Não precisa ter medo de volume. Eu particularmente gosto de peças leves e que esquentam, por isto adoro a cashemire. Muitas camadas significam muito peso e no final do dia estamos exaustos.

E se você tem um poncho ou uma capa, é hora de tirá-los do armário, além de quentes estão super na moda.

E se você tem muito frio, saiba que: peças em lã estão na moda. Calças, saias, vestidos e blusas. De preferência tudo na mesma textura, por que conjuntinho está na moda também.

Para dar um toque fashion: camisas e lenços com estampas de lenços, blusas com brilho, casacos longos, peles e casacos de nylon são as principais tendências neste inverno.

Passporte Fashionista e FHits em Paris

– Carregue com você seu casaco, luva, echarpe e a meia de lã para colocar por baixo da roupa, são volumes e pesos a menos dentro da mala e vão garantir sua chegada quentinha ao destino final, além de te proteger do ar condicionado super forte do avião.

– Casaco quente não é casaco grosso ou pesado. São casacos feitos em lã ou cashemire, veja a composição na etiqueta, quanto mais porcentagem de lã ou cashemire ele tiver mais quente ele será.

– Casacos quentes de nylon, são leves e podem ser usados por baixo do casaco de lã. Se não estiver tão frio para isto, você tem duas opções de casacos para serem usados separadamente.

– Normalmente nunca trocamos de roupa para saírmos para jantar.  Faça uma necessaire com miniaturas de perfume, maquiagem e creme para as mãos e rosto e leve com você, para dar um ‘up’ no visual se necessário.

– No inverno sujamos menos roupa que no verão. Leve camisetas de manga longa para usar por baixo das blusas de frio. Assim você troca diariamente as camisetas e repete as outras peças.

– Mudar a cor do cachecol muda o look. Aposte nos acessórios e não tenha medo de repetir de roupas.

– Normalmente usamos na viagem o que compramos. Então se você quer comprar algo para vestir, não leve o item repetido na sua mala.

– Tons neutros e peças lisas são as mais facéis de combinar.

mala de viagem colorida

ANDREA FURCO : MODA POR QUEM ENTENDE DE MODA

Andrea Furco é Consultora de Imagem, membro da A.I.C.I (Association of Image Consultants International) e Jornalista de Moda desde 2004.

Com o Passaporte Fashionista, Andrea Furco se tornou uma referência para muitas brasileiras que visitam a capital francesa para conferir as tendências da moda, conhecer a história de grandes grifes de luxo e investir em uma mudança de estilo. Confiram ainda, bastidores das Semanas de moda de Paris, no perfil @passaportefashionista

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS

instagram | @beminparis