Casa e Jardins de Monet em Giverny – temporada 2019


Arredores de Giverny

Uma das perguntas mais frequentes que recebo nas redes sociais da @beminparis é sobre o perίodo de visitação anual dos Jardins de Monet. Todo ano, a casa e os jardins de Monet, em Giverny, fecham durante o inverno e reabrem na primavera, isso porque as flores não resistem ao frio. Giverny fica a uma hora de carro de Paris e é porta de entrada da Normandia.

A Normandia é a região conhecida por fabricar o mais tradicional queijo da França, o queijo Camembert. Além da produção de produtos tίpicos da gastronomia francesa, a Normandia é berço da pintura impressionista e suas paisagens foram amplamente representadas por pintores do impressionismo. De todo modo, o primeiro nome relacionado a Normandia é mesmo o de Claude Monet, que viveu em Giverny por 43 anos, cultivando os jardins de sua propriedade como uma verdadeira composição floral, imortalizada na maioria de suas obras.

Jardins de Monet

Apaixonado pela arte de jardinar, Monet aplica seu conhecimento na pintura para criar efeitos de perpectivas ou intensificar as zonas de sombra formando diferentes paletas de cores em seus jardins cultivados com rosas, jonquilias, narcisos, tulipas, hibiscos, peônias, margaridas, cerejeiras e macieiras do Japão, limoeiros, íris, tulipas, rosas, azaléias – um verdadeiro oasis sensorial !

A Fondation Monet foi criada em 1980, quando o local foi aberto ao público para visitação. Giverny recebe visitantes de todo o mundo e hoje é o segundo ponto turístico mais visitado da Normandia, depois do Monte Saint Michel, recebendo a cada ano, cerca de 600 000 apaixonados pela maior fonte de inspiração de Monet, os jardins de sua casa em Giverny.

flores dos jardins de Monet

Monet jardineiro

Casa de Monet Giverny

Na temporada 2019, a Casa e Jardins de Monet, em Giverny,  estarão abertos para visitação, de 22 de março até o dia 1° de novembro.

Já estamos contando os dias para esse que é um dos passeios  mais solicitados na @beminparis e que pode ser conjugado com o passeio a Versalhes, Auvers-sur-Oise, última morada de Van Gogh ou ainda com uma visita guiada no Museu d’Orsay.

Além da visita guiada centrada no universo de Monet,  outros nomes relevantes da pintura impressionista e todo o contexto de surgimento e evolução do impressionismo são abordados, permitindo ao visitante uma experiência cultural ampla.

 

Conheça o Museu Marmottan-Monet, que também conta com obras de Monet em suas coleções. Nesse link.

COMPARTILHAR

POSTS RELACIONADOS

A alegre pintura de Renoir nos bailes de Montmartre
O impressionismo e a moda

Na época dos impressionistas, as roupas da moda eram vendidas a preços mόdicos. Homens e mulheres que apreciavam seguir a moda, encontravam ilustrações de modelos em jornais especializados que divulgavam as mais célebres criações das maisons de couture, modistas, alfaiates e lojas que propunham elementos necessários à composição de trajes eegantes, vestidos e chapéus. Nos…

LER MAIS
Jardins de Monet
Casa e Jardins de Monet em Giverny : temporada 2018

Quando reabrem os Jardins de Monet em Giverny ? é uma das perguntas que mais tenho recebido no Instagram @beminparis. Mesmo tendo se encantado com Paris coberta de neve, quem visitou Paris nesse inverno estranhou o frio rigoroso e o vento gelado. Felizmente, as temperaturas já estão mais amenas e os dias iluminados e todos já…

LER MAIS
Museu d’Orsay comemora 30 anos

Para celebrar os 30 anos do Museu d’Orsay  neste outono de 2016, o Segundo Império de Napoleão III é destaque no museu, através da exposição « Spectaculaire Seconde Empire, 1852-1870 ». A audaciosa transformação urbana da capital francesa engajada por Napoleão III e dirigida pelo barão Haussmann impulsiona a ascenção da burguesia e transforma Paris em palco…

LER MAIS
Nos passos de Van Gogh em Auvers-sur-Oise

A trinta quilômetros de Paris, Auvers-sur-Oise faz parte dos vilarejos a serem descobertos nos arredores de Paris, em especial, pelos admiradores de Van Gogh. Apreciadores da obra de Van Gogh vêm do mundo inteiro conhecer o vilarejo onde o artista viveu seus últimos dias. O vilarejo se estende por 7 quilômetros e é um verdadeiro…

LER MAIS

COMENTÁRIOS

instagram | @beminparis