Giverny : encantamento na Casa e Jardins de Monet


Passado o longo período de inverno, uma das notícias mais esperadas da primavera é a reabertura ao público, da Casa e Jardins de Monet, em Giverny. A temporada de 2016 começou dia 25 de março e vai até 1° de novembro.

Porta de entrada da Normandia, Giverny foi refúgio de criação de Monet, durante mais de quarenta anos, até sua morte em 1926. Lugar de sua residência, de criação e de inspiração para sua arte. Cores, sensações, lembranças… a casa onde viveu o artista ao lado de sua família, abriga notadamente, seu salão-atelier e sua excepcional coleção de estampas japonesas.

Ao entrar na casa de Monet, podemos imaginar a movimentação das oito crianças da casa e das idas e vindas de Claude Monet entre seu atelier e o jardim. Um dos primeiros cômodos do circuito da visita é o salão onde funcionava o atelier do artista, onde cerca de sessenta réplicas de seus quadros estão expostos.

 

Monet

Monet atelier

A visita continua no primeiro andar, onde o quarto de Monet, reconstituído em 2013, impressiona pela cenografia minuciosa, pelos objetos de época e em especial, pela vista para o « Clos Normand », o jardim que se estende em frente a casa.

 

Monet quarto

Monet vista Clos Normand

Vista do quarto de Monet para os jardins

 

Outro espaço encantador da casa de Monet é a copa, que também foi reconstituída nos mínimos detalhes, decorada com paredes e móveis pintados de amarelo, modernos naquela época. A atmosfera familiar da imensa cozinha, com fornos e utensílios antigos, parecem esperar pela chegada dos donos da casa.

 

Monet copa

Monet fogao

Monet copa utensilios

Monet se instalou em Giverny, em 1883.  Ele transformou incansavelmente uma área abandonada em uma obra de arte floral, inspiração de inúmeras de suas grandes obras.

Monet sempre foi fascinado pelo jogo de luz e pelos reflexos das nuvens sobre a água. Várias de suas telas pintadas em seu atelier flutuante, em Argenteuil ou nos canais da Holanda, mostram sua fascinação pelos reflexos em espelhos d’água. Em Giverny, em 1893, ele adquire um terreno vizinho, situado nos fundos do « Clos Normand », do outro lado da estrada de ferro, e desvia o pequeno braço do riacho Ru, curso de água originário do rio Epte, afluente do Rio Sena. Dessa forma foi criado um lago, onde Monet realizou seu « jardim aquático », conhecido pela presença de Nenúfares, inspiração de sua célebre série de pinturas « Ninféias ».  Todos ficam maravilhados com a visita dos Jardins de Monet, envolvidos pela atmosfera de paz desse lugar que tanto inspirou o mestre do impressionismo.

 

Monet jardim aquatico

Monet flores

Links relacionados :

Passeio guiado com introdução ao Impressionismo : Casa e Jardins de Giverny link

Museu Marmottan-Monet, que possui a maior coleção no mundo, de obras de Claude Monet link

 

 

COMPARTILHAR

POSTS RELACIONADOS

Jardins de Monet
Casa e Jardins de Monet em Giverny – temporada 2019

Uma das perguntas mais frequentes que recebo nas redes sociais da @beminparis é sobre o perίodo de visitação anual dos Jardins de Monet. Todo ano, a casa e os jardins de Monet, em Giverny, fecham durante o inverno e reabrem na primavera, isso porque as flores não resistem ao frio. Giverny fica a uma hora…

LER MAIS
Jardins de Monet
Casa e Jardins de Monet em Giverny : temporada 2018

Quando reabrem os Jardins de Monet em Giverny ? é uma das perguntas que mais tenho recebido no Instagram @beminparis. Mesmo tendo se encantado com Paris coberta de neve, quem visitou Paris nesse inverno estranhou o frio rigoroso e o vento gelado. Felizmente, as temperaturas já estão mais amenas e os dias iluminados e todos já…

LER MAIS
Esculturas nos jardins de Etretat
Les Jardins d’Etretat : jardins inspirados em Monet na Normandia

Les Jardins d’Etretat : paisagismo poético na Normandia Estou sempre citando a Normandia quando falo da pintura impressionista. Terra natal de Eugène Boudin, artista de Honfleur que iniciou Monet na pintura ao ar livre (fora do atelier), a Normandia tem uma luz especial e paisagens deslumbrantes retratadas na pintura de artistas impressionistas. Uma dessas paisagens é…

LER MAIS
Nos passos de Van Gogh em Auvers-sur-Oise

A trinta quilômetros de Paris, Auvers-sur-Oise faz parte dos vilarejos a serem descobertos nos arredores de Paris, em especial, pelos admiradores de Van Gogh. Apreciadores da obra de Van Gogh vêm do mundo inteiro conhecer o vilarejo onde o artista viveu seus últimos dias. O vilarejo se estende por 7 quilômetros e é um verdadeiro…

LER MAIS

COMENTÁRIOS

instagram | @beminparis

This error message is only visible to WordPress admins

Error: API requests are being delayed. New posts will not be retrieved.

There may be an issue with the Instagram access token that you are using. Your server might also be unable to connect to Instagram at this time.

Error: API requests are being delayed for this account. New posts will not be retrieved.

There may be an issue with the Instagram Access Token that you are using. Your server might also be unable to connect to Instagram at this time.

Error: No posts found.

Make sure this account has posts available on instagram.com.