3 pinturas para celebrar o Dia do Trabalhador


ORIGEM DO DIA DO TRABALHADOR 

A comemoração do Primeiro de Maio como Dia do Trabalhador remonta aos movimentos trabalhistas ocorridos na cidade de Chicago, nos Estados Unidos, no final do século XIX, como consequência direta da precarização do trabalho após a Revolução industrial.

Na época, a jornada de trabalho era superior a 12 horas por dia, sem dia de descanso, com salários baixos e condições de segurança e de salubridade inexistentes, o que causava acidentes e afetava a saúde dos trabalhadores.

A data Primeiro de Maio, no entanto, só se tornou feriado em 1919, na França, após a jornada de oito horas diárias ter sido ratificada por lei.

COVID19: Quarentena no Dia Do Trabalhador  

Neste ano de 2020, o mundo está vivendo um Primeiro de Maio atípico, com trabalhadores impedidos de trabalharem devido ao novo coronavirus.

Para trazer um pouco de leveza para este dia, em plena quarentena em Paris,  quero com este post, homenagear à todos aqueles que continuam trabalhando nesse contexto extremo, em especial, os profissionais da Saúde e a todos que atuam na linha de frente no combate ao covid19.

Afinal, nada como aliviar e alimentar a alma através da arte.

FLORES PARA O DIA DO TRABALHADOR 

Tradição iniciada no século 16, quando o rei francês Charles IX oferecia muguets às senhoras da corte como símbolo de sorte, até hoje, no dia 1’ de maio, na França, as pessoas oferecem umas às outras, mini ramalhetes da flor ‘muguet’, em comemoração ao “Dia do Trabalhador”. 

“Muguets no cais d’Anjou”, (1971), pintura realizada em Paris pelo artista bielorrusso Marc Chagall.

Muguet Marc Chagall
Conhecido como o pintor das bailarinas, Edgar Degas retratou cenas cotidianas de trabalhadores que vivam à margem da sociedade burguesa ascendente da Paris moderna do final do século 19. Nessa obra intitulada  « As passadeiras », 1884, Degas evidencia seu olhar terno voltado para a classe operária.

as passadeiras de Degas

Termino com uma das obras marcantes do Impressionismo que mais aprecio,  « Raspadores de assoalho », uma das principais pinturas de Gustave Caillebotte, realizada em 1875. Nela Caillebotte representa três trabalhadores no interior de um apartamento haussmaniano e celebra o trabalho daqueles que ajudaram a construir uma Paris moderna durante o Segundo Império de Napoleão III. Esse quadro é uma das primeiras representações do proletariado urbano e faz parte das coleções do Museu d’Orsay.

raspadores de assoalho pintura
CURSOS ON-LINE DE HISTÓRIA DA ARTE

@beminparis está expandindo sua atuação na cultura através de cursos on-line de história da arte e cultura francesa. Você ama história da arte e cultura francesa, é iniciante ou quer aprofundar seus conhecimentos de onde você estiver, esta oportunidade é para você.

Os cursos são planejados e apresentados por Edis Lima, formada como Conferencista Nacional na França, com dez anos de experiência como Guia Cultural em Paris em museus como o Louvre, o museu d’Orsay, Centro Pompidou, Castelo de Versalhes e outros.

Preencha o formulário e seja o primeiro a ser informado sobre nossos cursos on-line, enriquecendo seus conhecimentos e repertório, sem sair de casa. Clique aqui.

 

COMPARTILHAR

POSTS RELACIONADOS

Eugène Delacroix
Na intimidade de Delacroix

No passeio guiado pelo bairro histórico de Saint-Germain des Prés, sempre que possível, entramos pelo menos no pátio de museu Delacroix, onde viveu o artista, um dos maiores nomes do Romantismo na França. O museu Delacroix fica no primeiro andar de um pequeno prédio do n° 6, rue de Furstenberg, local onde Delacroix morou e…

LER MAIS
exposicao-Louboutin
Exposição em Paris celebra Christian Louboutin

Uma exposição excepcional em Paris celebra Louboutin! 55 anos, 28 anos de criações marcantes em seu próprio nome, o designer de sapatos Christian Louboutin é famoso em todo o mundo por seus desejados sapatos de solado vermelho. Expressão de uma época, de uma cultura, de uma identidade, a moda tem ganhado cada vez mais espaço…

LER MAIS
Impressionismo e a moda
10 exposições imperdíveis em Paris

10 exposições imperdíveis em Paris haja critério para selecioná-las, pois a vontade é de listar todas, mas a lista é numerosa. Paris tem uma oferta cultural vasta e além da visita das coleções permanentes, seus principais museus organizam exposições temporárias com temas específicos. Como Guia Cultural em Paris, estou sempre visitando essas exposições para complementar…

LER MAIS
Exposição Tutancâmon em Paris
Tesouro de Tutancâmon, a exposição do ano em Paris

Tutancâmon é um dos últimos reis da 18a dinastia do Egito. Por ter tido um reinado relativamente curto e uma contribuição modesta para Império Egípcio, sua trajetória tem destaque central na arqueologia moderna. Poucos detalhes de sua vida são conhecidos. Tutancâmon é filho  de Aquenáton (anteriormente Amenhotep IV) , um faraó considerado herege tendo introduzido uma…

LER MAIS

COMENTÁRIOS

instagram | @beminparis

This error message is only visible to WordPress admins
This endpoint has been retired

Error: No posts found.

Make sure this account has posts available on instagram.com.