Cognacq-Jay : museu de charme no Marais


O Marais sem sombra de dúvida, é um dos bairros histόricos mais curiosos de Paris, um bairro a ser explorado em detalhe, que esconde pérolas do patrimônio francês, uma delas é o museu Cognacq-Jay, que geralmente fica de fora da agenda cultural do turista. O museu está instalado em um belo hôtel particulier (mansão), classificado monumento histόrico (prédio datado de 1575, cuja fachada e anexos foram construίdos no século 18). O Cognacq-Jay conserva coleções reunidas pelo casal Ernest Cognacq e de sua esposa Marie-Louise Jay, fundadores das lojas Samaritaine (antiga loja de departamentos do padrão das Galerias Lafayette). Legadas à Prefeitura de Paris, em 1928, suas coleções apresentam essencialmente obras datadas do século 18 (salvo raras exceções) : pinturas de Canaletto, Tiepolo, Boucher, Fragonard, Greuze, Reynolds ; pastéis de La Tour e Perronneau ; esculturas de Houdon, Lemoyne, Clodion ; porcelanas de Saxe ; objetos de ourivesaria, movéis em marchetaria, enfim, esse museu é um bijou ! uma verdadeira joia.

A coleção é formada de objetos de pequena dimensão proporcionando ao visitante uma visão intimista de um século caracterizado por pequenos espaços refinados, onde se pode ter uma ideia da elegante arte de viver no século das Luzes. O destaque do museu vai para importantes obras de artistas representantes do estilo rocc.

O rococó é um estilo artístico presente na pintura, arquitetura, música e escultura. O estilo rococó surgiu na Paris do século 18, buscando a sutileza em contraposição aos excessos e suntuosidades do Barroco. A palavra rococó tem origem no termo francês “rocaille” que é um tipo de decoração de jardim em formato de conchas.

As principais características do estilo rocόcό

– uso de temas da natureza: pássaros, flores delicadas, plantas, rochas, cascatas de águas;

– uso de temas relacionados a vida cotidiana e relações humanas;

– representação da vida profana da aristocracia;

– uso de cores luminosas e suaves, em contraposição às cores fortes do Barroco;

– estilo artístico marcado pelo uso de linhas leves, sutis e delicadas;

– utilização de linhas curvas;

– busca refletir o que é refinado, agradável, sensual e exótico.

 

Fragonard e Boucher

Dentre os grandes nomes da pintura francesa do século 18, Fragonard e Boucher, considerados mestres do estilo rocόcό,  estão nas coleções do museu Cognacq-Jay. Já falei aqui no Blog da pintura de Fragonard neste post. Quero falar desta vez, de Boucher, outro pintor que eu adoro.

Nascido em Paris, em 1703, François Boucher criou um universo sensual e gracioso, feito de formas curvas, de cores claras e vivas. Boucher traduz de forma remarcável o espίrito da aristocracia da época. Ele representa em suas obras, a alegria de viver sob divervas formas, que vão da mitologia, cenas pastorais e cenas de interior e retratos. Mestre em promover a frivolidade no século 18, considerado o século dos prazeres, além de representar a aristocracia da época, como Primeiro Pintor de  Luίs XV, ficou conhecido pelos retratos da marquesa de Pompadour, famosa favorita do monarca.

Algumas obras de Boucher :

Um dos quadros de Boucher que eu prefiro : O descanso das Ninfas no retorno da caça (Le repos des Nymphes au retour de la chasse), 1745, François Boucher

Entrada gratuita

Vale muito a pena em passeio pelo bairro do Marais, fazer uma imersão na « art de vivre » do século da Luzes, visitando o museu Cognacq-Jay. Como museu municipal, a visita da coleção permanente do  Cognacq-Jay é gratuita e o museu é fechado às segundas-feiras.

 

 

As crianças adoram os museus de Paris

As crianças geralmente gostam muito de visitar o museu Cognacq-Jay. A Valentine adooora.

O Marais é um dos bairros onde a BEM in Paris organiza passeios guiados a pé, explorando temas como arquitetura, histόria do Marais e de seus personagens histόricos, além daqueles endereços para compras diferenciadas e pontas-de-estoque bacanas e endereços gourmets que seleciono a dedo para os passeios guiados. Quer descobrir os bastidores do Marais com a gente ? detalhes nesse link.

Place des Vosges no coração do Marais

 

Mostrei diretamente do museu Cognacq-Jay, no Snapchat e InstaStories #beminparis, uma exposição temporária belίssima sobre o Carnaval de Veneza. Falo da exposição nesse post.

 

COMPARTILHAR

POSTS RELACIONADOS

Fragonard amoureux, galante e libertino

Fragonard foi o principal ilustrador da vida amorosa do século XVIII, feita de seduçāo e intriga amorosa. A inspiraçāo amorosa percorre toda a sua obra, desde as suas composições pastorais até as alegorias amorosas no final de sua carreira. Galante, libertino, brincalhāo ou preocupado com uma nova ética amorosa, durante meio século, com uma arte…

LER MAIS

COMENTÁRIOS

instagram | @beminparis