Castelo de Cheverny no Vale do Loire: famoso castelo do Tintin


Vocês estão sempre me perguntando sobre passeios perto de Paris. Uma das regiões mais prόximas da capital francesa é a região do Vale do Loire (a cerca de 2h20 de carro) famosa pela presença de seus inúmeros e majestosos castelos. A região do Vale do Loire é também conhecida por ser uma região vitivinícola e produzir alguns dos melhores vinhos da França.

No auge desse verão, o Vale do Loire foi um dos destinos mais solicitados entre os passeios que organizamos. Geralmente, guiando, nem sempre é possίvel compartilhar os passeios com vocês nos Stories do Instagram @beminparis. Aproveito esse post para falar de um dos castelos visitados nessa temporada, o castelo de Cheverny.

Castelo de Cheverny no Vale do Loire

Um dos primeiros exemplos da arquitetura clássica francesa

A Fachada principal de Cheverny é ornada por bustos romanos esculpidos « à moda antiga » muito comum desde a Renascença. Inspirado do Palácio de Luxemburgo, em Paris,  o plano geral de Cheverny, simétrico, com seus grandes pavilhões de ângulos ressaltados por duomos e sua decoração de pedra em linhas sobrepostas, é uma inovação na época. Estes elementos se tornarão caracterίsticas da arquitetura clássica francesa.

Sugimentp da arquitetura classica francesa em Cheverny

Um castelo particular

O castelo de Cheverny tem a particularidade de pertencer à mesma famίlia há mais de seis séculos. Imaginem que preciosidade ! A famίlia ainda hoje reside em uma parte do castelo, que tem vários salões abertos para visitação. Como é um castelo pequeno, temos a impressão de estarmos, de fato, sendo convidados a entrar na casa (no castelo) de um amigo. N’est pas !? #nãoémesmo

O domίnio pertence à familia Huralt, uma famίlia de financistas e oficiais que se destacaram a serviço de vários reis da França, desde o século XVII. Entre 1624 e 1640, o Conde Henri Huralt e sua esposa Marguerite Gaillard de la Marinière mandaram construir um castelo no lugar de uma fortaleza edificada em 1500. Cheverny foi terminado por seus descentes e classificado como « palácio encantado ». Cheverny foi aberto ao público em 1922, e desde então, encanta adultos e crianças de todo o mundo, nesta que é uma das regiões mais visitadas da França.

Art de vivre à francesa nos salões de Cheverny

O castelo de Cheverny tem um acervo de peças de mobiliário únicas. O salões são um testemunho fiel da arte de viver à francesa e da excelência artίstica da França, nos quais são apresentados tapeçarias de Gobelins do século XVII, cômodas da época de Luίs XIV e outros tesouros que evidenciam o refinamento peculiar da famίlia Huralt, transmitido de geração em geração.

Vestido de noiva no castelo de Cheverny

A requintada decoração de Cheverny

Decoração sofisticada e vida de castelo em Cheverny

Cheverny castelo pequeno e encantador no Vale do Loire

Decoração de mais de seis séculos em Cheverny

A capela do castelo de Cheverny

Vista para o parque do Castelo de Cheverny

Cheverny é o famoso castelo do Tintin

O cartunista belga Hergé (1907-1983) inspirou-se em Cheverny para criar o castelo de Moulinsart, propriedade fictícia de um antepassado do Capitão Haddock, parceiro de seu famoso personagem Tintin. Na visita ao castelo de Cheverny é possίvel visitar uma exposição permanente sobre Tintin.

Museu do Tintin em Cheverny Vale do Loire

Exposição permanente em Cheverny sobre Tintin

O parque do castelo de Cheverny é de rara beleza e nele estão plantadas árvores extraordinárias, entre as quais tίlias, sequόias gigantes e cedros de diversas variedades.

Parque do castelo de Cheverny

O castelo de Cheverny não é grande, mas é preciso prever pelo menos duas horas para visitá-lo com tempo para apreciar os detalhes de sua decoração, visitar o parque, o canil e as diversas atrações do domnio.

O pomar do castelo também é acessível ao público.

Pomar do castelo de Cheverny

Muito comum pomares nos castelos do vale do Loire

A visita do castelo de Cheverny  pode ser combinada com a visita do castelo de Chambord, que fica a cerca de 30 minutos dali. Já escrevi no blog, sobre o impressionante Chambord, o maior castelo do Vale do Loire (Link para o post, aqui).

E MAIS

Mais um castelo da Loire, que é um sonho! o Castelo de Chenonceau, conhecido como o castelo das Damas. Nesse link.

COMPARTILHAR

POSTS RELACIONADOS

Paris capital da moda e da criação
Versalhes inspira coleção de Alaia

Desde a morte do costureiro Azzedine Alaia em novembro de 2017, seu antigo atelier foi transformado em espaço de exposição de suas coleções. Até 6 de janeiro de 2019, uma de suas primeiras e mais impressionantes coleções poderá ser admirada no 18, rue de la Verrerie, no Marais. A exposição intitulada L’Alchimie secrète d’une collection…

LER MAIS
Exposiçao pintura pastel no Louvre
Louvre: a arte da pintura em pastel

O museu do Louvre reune pela primeira vez,  uma das mais excepcionais coleções de pastéis européus dos séculos XVII e XVIII. A coleção apresenta 120 pastéis, dentre eles, algumas obras-primas, como o Retrato da marquesa de Pompadour, pelo artista Maurice Quentin de La Tour.  A técnica da pintura em pastel, é utilizada desde o final…

LER MAIS
Museu Marie Curie: histόria e memόria cientίfica

Em novembro de 1891, Maria Sklodowska deixa a Polônia natal como governanta para realizar o sonho de estudar na Sorbonne, em Paris, longe de imaginar o importante legado que deixaria para o mundo, como Marie Curie. Aos 24 anos, a brilhante estudante ingressa na Sorbonne para seguir seus estudos em Fίsica e Matemática. Em 1894,…

LER MAIS
rue du Cherche Midi
Rue du Cherche-Midi : uma rua, meus endereços

Finalmente, tirei do papel a ideia do post « uma rua, meus endereços » De forma exaustiva não dá para citar todos os endereços bacanas da rua escolhida, pois são numerosos, mas quero com essa ideia falar de alguns dos preferidos. Nesse post de estréia, vou falar da rue du Cherche-Midi, uma rua das mais charmosas de…

LER MAIS

COMENTÁRIOS

instagram | @beminparis