Bienal Paris no Grand Palais


A Bienal Paris é um dos eventos culturais mais prestigiados da capital francesa. Durante uma semana, a Bienal reune sob a histόrica cúpula do Grand Palais, cerca de sessenta galeristas franceses e estrangeiros. Comparada a um museu efêmero, a Bienal é um salão histόrico e patrimonial, reunindo coleções excepcionais de quadros, esculturas, mόveis e objetos de arte que destacam-se pela beleza e raridade. Algumas das obras apresentadas completarão coleções de museus, outras, coleções privadas.

Galerias de arte francesas na Bienal Paris

Artesanato francês na Bienal de Paris

Bienal Paris expõe moveis de época

A Bienal Paris é organizada em paralelo ao Maison & Objet, um dos mais importantes salões de design de interiores e tendências e a Paris Design Week, que celebra os novos talentos do design por um circuito de lojas e pop-ups em Paris, além de conferências e ateliês em torno do tema. Uma semana efervescente de novidades e inspirações para designers, arquitetos e apreciadores de arte.

Napoleão conquista o monumental Grand Palais

O Grand Palais foi construίdo para a Exposição Universal de 1900 e é um dos mais emblemáticos monumentos de Paris.  Tanto do lado de fora quanto de seu interior é impressionante observar a grandiosidade de sua arquitetura e sua fantástica estrutura de ferro e de vidro. O Grand Palais recebe grandes exposições temporárias e, é onde Karl Lagerfeld organiza os desfiles de Alta costura da Chanel.

Grand Palais Paris

Grand Palais na Exposição Universal de 1900 de Paris

Moda, pintura, design, cenografia, street-art, Jean-Charles de Castelbajac explora todas essas disciplinas de um jeito particular, quebrando cόdigos, imprimindo nelas seu toque poético, colorido e senso crίtico. Apesar de ter uma carreira artistica movimentada e prestigiada, Castelbajac é mais conhecido como estilista. Como diretor artίstico da Bienal desde ano, ele imagina um espaço contemporâneo como uma boutique ou joalheiria para instalar uma exposição dedicada a Napoleão.

Jean-Charles de Castelbajac na Bienal Paris

Jean-Charles de Castelbajac na Bienal Paris

Jean-Charles de Castelbajac, o artista e a criação.

 

A instalação de Castelbajac reune peças originais que pertenceram à Napoleão e fazem parte do acervo de Pierre-Jean Chalençon, colecionador francês fascinado por Napoleão desde a adolescência que, em mais de 30 anos, reuniu mais de 2000 objetos imperiais, adquiridos em antiquários e leilões.

Exposição Napoleão na Bienal Paris

Napoleão na Bienal Paris

Tenda da instalação Napoleão na Bienal Paris
A @beminparis na Bienal Paris

Tive o prazer de representar a @beminparis no vernissage de abertura da prestigiada Bienal e mostrei nos Stories a diversidade, a riqueza e a originalidade das coleções das galerias expositoras. O visitante pode observar diferentes movimentos culturais e expressões artίsticas, bem como, uma mostra única do « savoir-faire » artesanal e da excelência à francesa representada nas coleções de renomados antiquários. Além da possibilidade de encontrar aquela joia rara para chamar de sua, vale a pena visitar a Bienal para se inspirar, interagir com galeristas, marchands e conhecedores do mercado de arte.

Edis Lima no vernissage da Bienal Paris

Um pouco do que vi nas galerias presentes na Bienal Paris 2018.

Galerias de arte de Paris

Galerias de arte de Paris na Bienal

Galerias de arte na Bienal

Bienal Renoir à venda em Paris

Para quem sonha em adquirir um Renoir …

Pêndulos do século 18

Galerias de arte na Bienal Paris

Bienal Paris mobiario

 

Bienal Paris

Grand Palais – Avenue Winston Churchill – Paris 8e

8 a 16 de setembro de 2018

Todos os dias, das 12h às 20h

Noturno, na quinta-feira, 13 de setembro, até às 22h30.

 

COMPARTILHAR

POSTS RELACIONADOS

Poltrona listrada Pio Conti
Gio Ponti, arquiteto da elegância

O Museu das Artes Decorativas de Paris apresenta em sua nave central, a exposição Tutto Ponti, Gio Ponti archi-designer cobrindo o conjunto da carreira do arquiteto e designer italiano Gio Ponti, de 1921 a 1978. Considerado como um dos profissionais mais influentes do século XX, Ponti (1891-1979) interessa-se tanto pela produção industrial quanto pela produção…

LER MAIS
A alegre pintura de Renoir nos bailes de Montmartre
O impressionismo e a moda

Na época dos impressionistas, as roupas da moda eram vendidas a preços mόdicos. Homens e mulheres que apreciavam seguir a moda, encontravam ilustrações de modelos em jornais especializados que divulgavam as mais célebres criações das maisons de couture, modistas, alfaiates e lojas que propunham elementos necessários à composição de trajes eegantes, vestidos e chapéus. Nos…

LER MAIS
Pablo Picasso celebrado em Paris
2018: Picasso celebrado em Paris

Nascido em Málaga em 1881, Picasso viveu e iniciou seu aprendizado na pintura, na Espanha, onde assimilou a arte dos grandes mestres espanhóis do século XVII, o Século de ouro da pintura (Vélasquez, Murillo), antes de partir para Barcelona e de se instalar finalmente, em Paris, onde produziu grande parte de suas obras. Picasso chega…

LER MAIS
Kowei Nawa no Louvre
Japão na França: trono contemporâneo sob a Pirâmide do Louvre

A Pirâmide do Louvre é um dos elementos de maior atração do museu e, desde abril de 2014, o Louvre tem convidado artistas contemporâneos para criarem instalações temporárias especificamente para serem exibidas sob sua Pirâmide central, principal entrada do museu, criada pelo arquiteto sino-americano Ieoh Ming Pei. O « Trono » de Kohei Nawa Nascido em Osaka,…

LER MAIS

COMENTÁRIOS

instagram | @beminparis