Basílica de Saint Denis, Necrópole dos reis da França


Basílica de Saint Denis, a Catedral dos túmulos reais

A Basílica ergue-se no lugar de um cemitério galo-romano que abriga a sepultura de São Denis, considerado como o primeiro bispo de Paris, martirizado por volta de 250. Local de peregrinação, foi construída no século V. Dagobert, no século VII foi o benfeitor. A maioria dos reis e rainhas da França foram nela enterrados à partir do século VI.

Basilica-Saint-Denis-rosa

Nascimento da arte gótica

A Basílica de Saint Denis é considerada o primeiro monumento no estilo gótico, na região Ile-de-França (que abrange Paris intramuros e arredores).

No século XII o abade Suger foi um personagem político influente, conselheiro de Luís VI e de Luís VII, de 1122-1151. Suger faz da abadia uma obra-prima e reconstrói o edifício segundo novas técnicas arquiteturais : rosáceas (grande vitral circular) e abóbada sobre cruzeiro de ogivas (ogiva é o arco destinado a reforçar uma abóbada), entre outros elementos, dão origem ao gótico, permitindo inundar o edifício de luz colorida.

Basilica-Saint-Denis-maquete

Maquete da Abadia na Idade Média

No reinado de São Luís (aquele que ordenou a construção da Sainte Chapelle, no século XIII), novas obras dão à basílica seu aspecto atual. Mas as guerras e a Revolução precipitam o declínio da abadia. A basílica foi restaurada no século XIX, pelo arquiteto francês Viollet-le-Duc, especialista das reconstruções medievais, elegida a catedral em 1966.

Basilica-Saint-Denis-gotica

 

Uma arte funerária excepcional

A Basílica abriga atualmente mais de 70 efígies (estátuas fenerárias) e túmulos, uma coleção única na Europa. Tornando-se necrópole privilegiada dos soberanos franceses, cada nova dinastia irá perpertuar esta tradição para afirmar a sua legitimidade. 42 reis, 32 rainhas, 63 príncipes e princesas e 10 grandes servos do reino foram nela enterrados.

Classificada monumento nacional, a Basílica de Saint Denis abriga os túmulos de Carlos V e de Jeanne de Bourbon, os túmulos de Luís XII e de Ana de Bretanha, Francisco I e Claude de France, Henrique II e Catarina de Médicis. A catedral também abriga o coração de Luis XVII.

Basilica-Saint-Denis-Maria-Antonieta

O jazigo dos Bourbons possui os restos de Luís XVI e de Maria Antonieta, transferidos do cemitério da Madeleine em Paris por Luís XVIII – o último rei sepultado na basílica, em 1824

 

Basilica-Saint-Denis-detalhe-Maria-Antonieta

Detalhe – Maria Antonieta

Confesso que sempre hesitei em visitar a Basílica de Saint Denis, temendo visitar um templo tenebroso e só o fiz, recentemente, no último inverno. Mostrei a visita em detalhes no Snapchat #beminparis  A visita  foi uma belíssima surpresa ! Fiquei encantada pela beleza da construção e em especial pela apreciação da evolução da arte funerária, das efígies do século XII, esculpidas com os olhos abertos, às grandes composições do Renascimento, que associam a morte à esperança da ressurreição. A basílica não tem nada de tenebrosa, pelo contrário, é banhada da luz que entra pelos vitrais coloridos.

Basilica-Saint-Denis-vitrais

Basilica-Saint-Denis-nave

Basilica-Saint-Denis-vitrais-laterais

Algumas curiosidades relacionados às estátuas funerárias :

Aos pés das estátuas, geralmente da mulher, cães simbolizam a fidelidade. Mas esta fidelidade representa comumente a do cão-guia que encaminha a alma do defunto ao reino da morte. O leão, geralmente posicionado aos pés do homem, representa o poder e a força, mas também a Ressurreição, o que assegurava uma lenda de que o leão récém-nascido só abria os olhos 3 dias depois de seu nascimento.

Na Idade Média,  três sepulturas eram realizadas comumente para os soberanos : uma para abrigar as entranhas, outra para abrigar o coração e uma terceira, para abrigar o corpo. O rei teria assim três locais distintos de sepultura.  Mais detalhes no post sobre a Morte de Luís XIV (neste link )

Basilica-Saint-Denis-estatua-funebre

Basilica-Saint-Denis-caes

Basilica-Saint-Denis-leoes

Basilica-Saint-Denis-fileira-estatuas

Basilica-Saint-Denis-renascença

Basilica-Saint-Denis-angelots

 

A Basilique Cathédrale de Saint Denis não é muito visitada pelos turistas por estar localizada a 5 km ao norte de Paris, em uma zona periférica. Particularmente, eu recomendaria a visita para quem tem interesse pela arquitetura gótica e pela história da França, que pode ser explorada através da evolução da escultura funerária.  Sem falar nas esculturas em si, que são de uma beleza admirável.

Recomendaria igualmente a visita guiada por um Guia local, pela complexidade de detalhes da história do monumento e pelo acesso.

Basilica-Saint-Denis-fachada

Fachada da Basílica de Saint Denis

Endereço : 1 Rue de la Légion d’Honneur, 93200 Saint-Denis

Indo de metrô, linha 13, Estação “Basilique de Saint-Denis”.

 

Além de ter ficado impressionada com a visita, ainda tive a sorte de descobrir naquele dia, uma exposição excepcional em plena Basílica sobre vestidos reais na Idade Média.

O post sobre a exposição está neste link

 

expo-vestidos-reais-altar

 

COMPARTILHAR

POSTS RELACIONADOS

Catedral Notre-Dame, obra-prima da arquitetura gótica

No coração da Ilha de la Cité, a Catedral Notre-Dame é uma das principais construções medievais de Paris. Símbolo do poder episcopal desde o século XII, sua ambiciosa edificação teve início em 1163. Com a Catedral, nasce o estilo gótico, que iniciado na Inglaterra, teve pleno desenvolvimento na França, mais precisamente na Ile de France,…

LER MAIS
Inspiração medieval : exposição excepcional de vestidos reais

A Basílica de Saint Denis é considerada o primeiro monumento no estilo gótico, na região Ile-de-France.  Conhecida por abrigar mais de 70 estátuas fenerárias e túmulos reais, está situada a 5 km do centro de Paris. Na minha recente visita à Basilica de Saint Denis, tive a feliz surpresa de descobrir uma exposição excepcional realizada…

LER MAIS

COMENTÁRIOS

instagram | @beminparis

This error message is only visible to WordPress admins

Error: API requests are being delayed for this account. New posts will not be retrieved.

There may be an issue with the Instagram Access Token that you are using. Your server might also be unable to connect to Instagram at this time.

Error: No posts found.

Make sure this account has posts available on instagram.com.