“Azzedine Alaïa : Je suis Couturier”,


Exposição Alaïa

A morte repentina do costureiro Azzedine Aläia, em novembro de 2017, aos 77 anos, deixou o mundo da moda orfão de um dos maiores  gênios da costura e do estilismo. Para homenageá-lo, uma exposição excepcional em Paris exibe 41 vestidos de Alta costura de Alaïa, realizados entre 1981 et 2017. Instalada no local onde funcionou o antigo atelier e galeria de arte de Alaïa, no coração do Marais, a exposição “Azzedine Alaïa – Je suis Couturier”, vai até o dia 10 de junho de 2018.

Azzedine Alaïa dominava a arte de colocar seu grandioso talento para embelezar as curvas da mulher, misturando com ousadia, materiais inovadores e técnicas modernas, transformando modelos clássicos em peças esculturais.

Alaïa também será celebrado em Londres no Museu do Design, de 10 de maio a 7 de outubro, onde serão exibidos cerca de sessenta de suas criações, selecionadas pessoalmente por Aläia durante o ano de 2017.

exposição Azzedine Alaïa

exposição Azzedine Alaïa

exposição paris Alaïa

Azzedine Alaïa exposição Paris

exposição celebra Azzedine Alaïa

Azzedine Alaïa – gênio das formas

Azzedine Aläia costureiro

Nascido na Tunίsia,  Azzedine Alaïa chegou em Paris em 1957 e, antes de ficar conhecido em sua carreira de estilista, chegou a trabalhar como babá para se manter na capital francesa. Nos anos 70 abriu um pequeno atelier e passou pelas grifes Guy Laroche e Thierry Mugler. Conquistou clientela própria com sua marca tabalhando com supermodelos da década de 1980, como Grace Jones, Stephanie Seymour e Linda Evangelista, além da cantora Tina Turner; ainda nos anos 80, a brasileira Luiza Brunet chegou a participar de um desfile de Alaïa. Mais recentemente, os seus vestidos foram usados por figuras públicas como as cantoras Lady Gaga e Rihanna, a modelo Naomi Campbell e a ex-primeira-dama dos Estados Unidos Michelle Obama.

vestidos esculturais de Alaïa

 Alaïa, entre Paris e Londres

Azzedine Alaïa : Je suis Couturier – até dia 10 de junho de 2018, em Paris, 18 rue de la Verrerie 75004

Azzedine Alaïa : The Couturier – de 10 de maio a 7 de outubro de 2018, no Design Museum – 224-238 Kensington High St, Kensington, Londres

estilista Alaïa em Londres

Inclui recentemente a visita da Exposição Alaïa, no roteiro de passeio guiada no Marais.

O Marais é um dos bairros onde propomos passeio guiado a pé. Passeio descontraído realizado por uma Guia profissional, com explicações históricas e culturais e paradas gourmets em endereços selecionados a dedo por nossa equipe. Saiba detalhes no link.

E MAIS …

Dois museus imperdíveis no Marais :

O Museu Picasso. Nesse link.

O museu Cognacq-Jay, para quem ama artes decorativas. Post aqui.

COMPARTILHAR

POSTS RELACIONADOS

Maria-Antonieta inspiração na Harper's Bazaar
150 anos de moda na exposição Harper’s Bazaar

A seção de moda do museu das Artes Decorativas de Paris, fechada em 2019 para renovação, reabre em grande estilo com uma exposição que comemora os 150 anos da revista Harper’s Bazaar, lançada em Nova Iorque em 1867 pela editora Harper & Brothers. A Harper’s Bazaar é uma das primeiras revistas de moda e foi…

LER MAIS
Balenciaga e Alaia lado a lado em Paris
A moda de Balenciaga e Azzedine Alaïa celebrada em Paris

A moda de Balenciaga e Azzedine Alaïa é celebrada em exposição inédita em Paris nesse primeiro semestre de 2020. O costureiro espanhol Cristóbal Balenciaga, nasceu na Espanha em 1895. Em 1919 abriu a sua primeira casa de costura em San Sebastian (Espanha) e devido a Guerra Civil Espanhola mudou-se para Paris, onde abriu sua maison em 1937. Balenciaga foi considerado o…

LER MAIS
Poltrona listrada Pio Conti
Gio Ponti, arquiteto da elegância

O Museu das Artes Decorativas de Paris apresenta em sua nave central, a exposição Tutto Ponti, Gio Ponti archi-designer cobrindo o conjunto da carreira do arquiteto e designer italiano Gio Ponti, de 1921 a 1978. Considerado como um dos profissionais mais influentes do século XX, Ponti (1891-1979) interessa-se tanto pela produção industrial quanto pela produção…

LER MAIS
A alegre pintura de Renoir nos bailes de Montmartre
O impressionismo e a moda

Na época dos impressionistas, as roupas da moda eram vendidas a preços mόdicos. Homens e mulheres que apreciavam seguir a moda, encontravam ilustrações de modelos em jornais especializados que divulgavam as mais célebres criações das maisons de couture, modistas, alfaiates e lojas que propunham elementos necessários à composição de trajes elegantes, vestidos e chapéus. Nos…

LER MAIS

COMENTÁRIOS

instagram | @beminparis

This error message is only visible to WordPress admins
This endpoint has been retired

Error: No posts found.

Make sure this account has posts available on instagram.com.