Atelier des Lumières celebra Van Gogh


O Atelier des Lumières, primeiro museu de arte digital de Paris, comemora seu segundo ano de instalação com a tão esperada exposição imersiva de obras de Van Gogh. Aliar arte à tecnologia proporciona uma redescoberta inovadora de grandes nomes da história da arte e permite reunir num lugar único obras-primas dispersadas em vários lugares do mundo.  Em 2018, com a exposição de lançamento que destacou o artista vienense Gustav Klimt, o Atelier des Lumières recebeu mais de um milhão de visitantes. Sucesso absoluto de público.

Van Gogh no Atelier des Lumières

 

A influência do Japão na obra de Van Gogh

Ė também em Paris que Van Gogh é influenciado pelas estampas japonesas que marcam defininitivamente suas obras. Para abordar esse fascínio de Van Gogh pelo japonismo, a exposição tem uma parte dedicada ao Japão, da icônica Onda de Hokusai (pintor e desenhista japonês) à beleza efêmera das cerejeiras em flor.

Cerejeiras do Japão na pbra de Van Gogh

Van Gogh, entre impressionismo e modernismo

Em Paris, Van Gogh descobre a arte moderna. Durante sua breve carreira de artista que durou dez anos apenas, o artista holandês experimenta sem cessar e extrapola os códigos da representação de paisagem, do retrato e da natureza morta. A exposição digital « Van Gogh, noite estrelada » aborda sua busca artística : de Nuenen, na Holanda, passando pela Provence e sua passagem por Paris, onde ele frequenta artistas impressionistas.

A exposição é animada por uma composição musical alternando música clássica, jazz e música pop, levando o visitante a ter uma real experiência sensorial e sonora.

Auvers-sur-Oise, última morada de Van Gogh

Igreja de Auvers-sur-Oise no museu d'Orsay

Em maio de 1890, Van Gogh deixa Saint-Rémy, na Provence e se instala em Auvers-sur-Oise, nos arredores de Paris, sob os cuidados do Dr Gachet, pintor, graveiro e colecionador. Nessa última etapa de sua vida Van Gogh produz de forma frenética, pintando praticamente um quadro por dia, durante os dois últimos meses de sua vida. O pintor morre aos 37 anos em razão de um tiro no próprio peito. Morte trágica por alguns historiadores considerada suicídio e por outros, mero acidente. A exposição traz uma imersão marcante para os apreciadores na incontestável obra do artista holandês e é certamente, uma das exposições mais procuradas da temporada, na capital francesa.

 

« Van Gogh, nuit étoilée » fica em cartaz até o dia 31 de dezembro de 2019, no Atelier des Lumières, perto da République, 38 rue Saint Maur 75011, Paris.

 

E MAIS … 
Para os apaixonados pela excepcional trajetória de Van Gogh, uma sempre emocionante visitar a cidadezinha de Auvers-sur-Oise, perto de Paris,  última morada do artista. Neste link.

 

COMPARTILHAR

POSTS RELACIONADOS

Jornadas Europeias do Patrimônio 2019 (Les Journées Europèennes du Patrimoine)

Todo ano a Europa reserva dois dias do mês de setembro para celebrar seu inestimável patrimônio, abrindo as portas de lugares, fechados normalmente ao público e abertos de forma excepcional durante um final de semana. Neste ano de 2019, as Jornadas Europeias do Patrimônio acontecem dias 21 e 22 de setembro, oferecendo a oportunidade para…

LER MAIS
Museu das Artes Decorativas de Paris: vitrine do design

O Museu das Artes Decorativas de Paris fica no mesmo prédio do Louvre, no 107 rue de Rivoli. O MAD, como é conhecido entre os franceses, é mais conhecido do público estrangeiro por suas exposições temporárias de grande expressão, como foi a exposição Dior, recorde de público em 2017. Aos interessados por criação e design,…

LER MAIS
Poltrona listrada Pio Conti
Gio Ponti, arquiteto da elegância

O Museu das Artes Decorativas de Paris apresenta em sua nave central, a exposição Tutto Ponti, Gio Ponti archi-designer cobrindo o conjunto da carreira do arquiteto e designer italiano Gio Ponti, de 1921 a 1978. Considerado como um dos profissionais mais influentes do século XX, Ponti (1891-1979) interessa-se tanto pela produção industrial quanto pela produção…

LER MAIS
O icônicos modelos desenhados pelo costureiro Yves Saint Laurent
Um museu para Yves Saint Laurent

O Museu Yves Saint Laurent é a realização do sonho e iniciativa de Pierre Bergé, companheiro de Yves Saint Laurent (1936-2008)  durante doze anos. Em 1962,  Yves Saint Laurent cria, ao lado de Pierre Bergé, sua prόpria maison, situada no n° 30 bis, rue Spontini, no 16° distrito de Paris. Com o sucesso imediato do…

LER MAIS

COMENTÁRIOS

instagram | @beminparis